domingo, 28 de setembro de 2014

O Mashal rabínico (parabola rabínica): comparação ou metáfora? - Artigo de Pascal Peuzé

Parece não haver muita produção acadêmica em português a respeito do Judaísmo Rabínico. Seleciono um artigo que pode ser útil a quem se interessa pelo tema. Muito interessante por instigar uma comparação quase inevitável com as parábolas de Jesus nos evangelhos, é infelizmente curto e poderia detalhar mais as informações.

Título: O Mashal rabínico (parábola rabínica): comparação ou metáfora?

Autor: Pascal Jean André Roger Peuzé

Publicação: Revista Vértices, 2010.

Resumo: O mashal rabínico (parábola rabínica) foi considerado durante séculos como uma simples comparação destinada a ilustrar os ensinamentos dos Sábios de Israel. Porém, nas últimas décadas, os estudos sobre a linguagem revolucionaram a abordagem deste gênero literário e afinaram a nossa compreensão sobre a sua natureza e função. Longe de ser meramente uma comparação, ele apresenta-se como uma metáfora desenvolvida – metáfora viva – com um alto potencial hermenêutico. É por esta razão que os Sábios multiplicaram o uso das parábolas a fim de perscrutarem a Torá. Este artigo, tomando por base um exemplo extraído da Mishná (Mishná Sukká 2,9), pretende mostrar a especificidade do mashal rabínico

Acesse-o AQUI