terça-feira, 15 de julho de 2014

Dois textos para entender os manuscritos de Qumran e a comunidade do Mar Morto

A leitura desses dois textos dará uma ideia da história dos Manuscritos do Mar Morto, bem como de sua relevância e, o que é importante, das incertezas que ainda temos sobre eles. É um bom começo para quem quer se informar a partir de fontes confiáveis, por autores responsáveis.

O primeiro texto é de mais fácil leitura. Escrito pelo monge português Geraldo Coelho Dias, serve como boa introdução a respeito da descoberta dos manuscritos, dos manuscritos em si, e sobre sua relevância para nós. Apesar de ele escrever a partir de uma perspectiva ligeiramente diferente da que tenho seguido atualmente, parece-me proveitoso e oportuno. Para lê-lo, acesse este livro que está AQUI na Biblioteca Digital da Universidade do Porto, e procure as páginas 111 a 121.

O outro texto é de leitura um pouco mais difícil, mas é importante para entender a construção da hipótese de que a comunidade de Qumran seja uma comunidade de essênios e os diferentes argumentos desenvolvidos nesse sentido. O autor é Jonas Machado e seu texto foi publicado na revista Estudos de Religião. Acesse-o AQUI.